O coração falou mais alto do que o cérebro

Como assim? Nenhum dos dois fala!? Só a boca fala! Ou nem ela, quando o cérebro a manda se calar. Cala-te boca!, diz ele. Com que boca ele diz isso, se cérebro não tem boca? E a boca, por sua vez, obedece? Como obedecer, se ela não tem cérebro? Nessa hora, de ânimos exaltados, é melhor usar a razão. Mas quem está com a razão, o cérebro, o coração ou a boca? O cérebro, claro, mas ele não poderia ter se exaltado, pois isso é coisa do coração. E a boca não deveria ter dado palpite, muito embora só ela tivesse voz para fazê-lo. E aí, como é que fica? Continuar lendo

Progresso ou felicidade?

Progresso e felicidade são coisas incompatíveis? Ninguém acredita nisso, muito embora vez ou outra creditemos ao progresso as dificuldades dos tempos modernos, conjecturando que os nossos antepassados viviam mais felizes do que nós. O assunto é complexo a começar pelo fato de que não sabemos definir exatamente o que seja felicidade. Portanto, falar sobre este tema é como caminhar num terreno escorregadio e o leitor deve estar ciente disso ao ler o restante do texto, que está repleto de se … se … Continuar lendo