Terra de anjos

Eu acredito em anjos. Não naquela figura etérea, de asas e infalível, mas em personagens de carne e osso como nós. É fácil reconhecê-los, tamanha é a diferença deles para os indivíduos comuns. Eu os classifico em várias categorias: anjos da guarda, anjos da sabedoria, anjos da paz e anjos da felicidade.

Os anjos da guarda são os mais conhecidos. Eles não ficam sobre os ombros das crianças cuidando para que elas não se machuquem. Mas eles estão sempre de plantão para evitar que o pior aconteça, não só às crianças, mas aos adultos e idosos também. Em geral se vestem de branco, mas podem usar, também, uniformes reluzentes e andar em caminhões vermelhos com sirenes barulhentas, ou fazer ronda em becos pouco iluminados e muito perigosos. Eles têm como principal característica cuidar mais da vida dos outros do que da deles próprios.

Os anjos da sabedoria têm a ânsia de estudar e entender o mundo e o prazer de transmitir tudo o que sabem para os outros. Dedicam a sua vida a estudar e a pesquisar para facilitar a vida das demais pessoas. Gostam de contar histórias fascinantes e de identificar e resolver mistérios, mas não se esquecem de transmitir os mais singelos conhecimentos que tiram as pessoas da mais absoluta ignorância. Realizam-se em partilhar todo o seu conhecimento com os outros.

Os anjos da paz preocupam-se em fazer com que não haja violência e injustiça. Coitados, estão muito ocupados hoje em dia. Eles eram reconhecidos no passado pela figura do homem calvo e frágil, de olhar bondoso. Hoje têm o rosto de uma menina determinada e corajosa que não tem medo de uma arma apontada para a sua cabeça. Esses anjos dão a vida pela justiça e não se intimidam com ameaças.

Os anjos da felicidade são os mais festejados. Não se sabe de quem eles receberam o seu talento. Talvez de arcanjos. Eles enfeitiçam a todos com as suas obras primas que tiram, não se sabe de onde, para o deleite dos seus semelhantes. É difícil formar uma figura característica para esses anjos porque eles podem lidar com várias ferramentas. Pode-se, por exemplo, vê-los tocando uma harpa ou uma guitarra, mas podem estar também usando um pincel, um cinzel ou uma caneta, quando não somente a voz e expressões corporais. Não importa a ferramenta que usem, eles têm o dom de deixar-nos extasiados.

E quanto a nós, outros? Nós somos todos aprendizes de anjo. Alguns são bons alunos, outros péssimos, mas todos almejam um dia ser diplomado.

Anúncios

Um comentário sobre “Terra de anjos

  1. Dias, eu colocaria, na sua classificação, os anjos da política. São os que se preocupam em melhorar a nossa política, com menos corrupção, menos mordomia etc. Com a evolução…um dia a gente chega lá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s