Vida

Para a Camila

Começo a senti-la bem aos poucos,

Através de cores e sons inusitados.

Rostos diversos me são apresentados;

Uns amigáveis, outros mais loucos.

 

Falar é um dos principais problemas,

Pois tropeço em alguns fonemas.

Não sei repetir tudo o que exigem,

Mas ainda assim eles não transigem.

 

Começo a andar e me sinto livre.

Mas a tal gravidade é implacável.

Sentar ela me faz, onde sempre estive,

No chão, que é muito mais estável.

 

E as delícias, aqui e ali, no chão?

Vem logo uma vontade louca

De colocar tudo aquilo na boca.

Mas logo ouço: não, não, não!

 

Oh, o passeio por ruas e praças!

Os animais agitados e brincalhões!

Gosto muito das suas graças,

Mas não evito seus arranhões.

 

Vida, que coisa mais incrível!

Acho que estou aprendendo.

Há algum preço, é indiscutível,

Mas vale a pena a estar vivendo!

 

Do vovô Caco

Anúncios

5 comentários sobre “Vida

  1. Caco …..partindo para a poesia, que chic….cada vez melhor na arte literária, ainda mais , vovô babão…..é mais fácil, né!!!!! abs alice

  2. Olá Caco.
    Obrigada, por enviar-me a atualização do blog.
    Parabéns pelo poema leve e reflexivo.
    Meditação é a palavra, e existe a técnica apropriada para isso.
    Se pratica-la diariamente, com a técnica apropriada, aí sim verá como é bela e
    cheia de Luz essa nossa vida m a r a v i l h o s a ! ! !
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s