O ano do dilúvio

O ano do dilúvio, de Margaret Atwood – Editora Rocco – é um livro de ficção científica que trata, como muitos outros, de uma situação apocalíptica causada por uma pandemia (o dilúvio seco) que dizima quase toda a população. O que o diferencia dos demais é a ênfase que a autora dá ao período anterior à chegada da peste e à descrição do tipo de sociedade que levou ao trágico acontecimento.

A trama mostra o litígio entre três interesses: o corporativo, o dos ambientalistas e o dos corruptos encarregados da segurança dos cidadãos. Até aí nada de novo, mas a história fica interessante porque a autora leva tais interesses a níveis extremos no intuito de satirizar a sociedade atual. Por exemplo, os ambientalistas, representados por um grupo de fanáticos que se auto-intitulam “Jardineiros de Deus” têm um papel tão zeloso ao defender o meio-ambiente que, entre outras coisas, protegem a integridade da lesma da alface em respeito à sua alma. Eles são muito religiosos e buscam na bíblia as justificativas para o seu comportamento radical. Daí derivam vários pensamentos filosóficos a respeito do propósito da vida.

Quem se interessa pelos assuntos do blog certamente vai se interessar pelo livro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s