A casa da bruxa boa

Lya Luft estava muito inspirada ao escrever o texto “Plantar um bosque”, VEJA, edição de 27 de abril de 2011. Ela sugere que a experiência vivida em sua “casa da bruxa boa” é algo que está acessível a todos, seja num bosque real ou imaginário. Em um momento de pura reflexão, ela chega a pensar que a realidade não existe e que tudo é criado pela nossa imaginação. Esta não é uma ideia original, pois muitos pensadores já a aventaram em épocas passadas. Mas, quando ela vem respaldada pela descrição tão convincente do que se passa na mente da colunista nos momentos vividos no bosque, isto parece ser a prova definitiva de que a realidade é, de fato, aquilo que criamos em nossas cabeças. Se todos temos essa capacidade de criar uma realidade que nos convém, alguns não conseguem utilizá-la e ficam aprisionados em mundos paranóicos. Para esses é necessária a ajuda de outras pessoas. Esse texto da Lya Luft é uma excelente ajuda para essas pessoas menos afortunadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s